segunda-feira, 25 de março de 2013

Jogas da semana

Bom, nessa semana tivemos duas jogas na casa do Mateus, com alta presença de jogadores.

Na quinta-feira, dia 21, reunimo-nos pelas 19h, para uma joga bem variada. Estávamos em oito, portanto, inicialmente, abrimos duas mesas, uma de Clash of Cultures (eu, Riffel, Bill e Mateus) e outra de In the Year of the Dragon (Solon, Bira, João Pedro, Lock e Patrick).

Começando pela mesa de ItYotD, tivemos um embate interessante. Lock, iniciante no jogo, deu de cavalo paraguaio, começando super bem na partida.


Prof. Patrick apresentando as regras e Bira, fanfarrão, fazendo pose.
Começo de jogo, setup é feito. Do lado o CoC correndo solto.


E é dada a largada!
Dá para ver a peça marrom uns 20 pontos na frente. "Ninguém pega mais", dizia o Bira...
Posições antes da contagem final de pontos. "Tira foto que vocês vão ver eu disparar" disse o Bira.

Dá para ver a tensão, pois na última contagem de pontos, tudo mudou! O Lock, nosso verdadeiro cavalo paraguaio, ficou paradinho vendo todo mundo passar ele! Abaixo a pontuação final, Lock (marrom), ficou em último, depois de dominar a partida desde o início.

Já o Bira, todo animado, dizia: "To em último, mas vou ganhar!" Mas a torcida contra era muito grande! Mateus, que nem fazia parte da mesa, tava numa secação braba!



Mateus não está feliz pela vitória do Solon, mas sim pela derrota do Bira.
Placar final. Que vergonha, Lock!

Tão feliz estava o Mateus com a derrota do Bira, que até deu um descontão no Cuba e o vendeu ali, na hora, in cash, para o Patrick.


Patrick mostrando que tem bala na agulha!
Enquanto isso, no outro lado, o CoC correndo. Como disse, foi uma mesa com quatro jogadores, ainda não tinha tentado nessa configuração. Nossa mesa foi longa, demoramos umas quatro a cinco horas para terminar a partida. E posso dizer, foi uma partida tensa! Logo no início pro meio da partida, eu tentei um ataque surpresa em cima das cidades do Riffel, que estavam desprotegidas. Foi uma ótima jogada, que até desanimou os outros jogadores. Ficamos num clima de deixa pra lá, quase terminamos a partida ali mesmo. Não aconteceu e fomos adiante e o jogo mostrou que permite reviravoltas incríveis! De favorito, passei pro segundo lugar e o Bill, que jogou o tempo inteiro martelando o Mateus, ficou com a vitória. Mateus até tentou dar o golpe e roubar minha maravilha e ficamos nessa, ele conquistando e eu retomando a cidade, o que obviamente abriu tempo para o Bill se consolidar e o Marcos retomar as cidades que eu tinha conquistado dele.


Início da partida, todo mundo ainda bem manso!
Panorama das mesas e no CoC dá para ver a colonização verde tomando conta do império do Marcos.


Aqui, a maldita batalha pela minha maravilha contra o Mateus (azuis) e o Marcos retomando suas cidades.
Em um momento tenso da partida, Mateus (azul) ataca a maior cidade do Bill (vermelho), o que viraria o jogo a seu favor! Impedindo ele apenas uma fortaleza, ou seja, se o Bill errasse o hit, a cidade estava conquistada! No entanto, os deuses dos dados não favoreceram o Mateus...
video


Podemos ver que o jogo pro Bill estava tranquilo... 
Final de jogo, o alívio (já era mais de 00h30m!) e começamos era 19h.
Placar final de CoC.
Mas como eu disse, tivemos uma mesa de CoC longa, obviamente o povo ao redor não parou no In the Year of the Dragon e dividiram duas mesas, com a chegada o Jessé. Então Bira, Lock, João Pedro e Jessé partiram para um Serenissima. Bonito jogo, já manjado do grupo, mas para mim uma novidade. Nessa partida, a única coisa que vi, foi que o Bira tomou uma surra dos outros e ficou em último... :P nem sei quem venceu! Portanto, fiquem com imagens da partida e comentem como foi esse embate.


Início de partida

Jessé e Lock concentrados e Bira secando a joga de CoC
Todo mundo posando pra foto!
  
Na hora do bid, galera concentra...
Jessé no momento Trapalhões!
Lock fazendo bullying com o Bira.

Como o Solon e o Patrick não ficaram na mesa de Serenissima (e já que o CoC estava demorado), partiram para uma mesa de dois jogadores e no tempo que o Serenissima foi jogado e o CoC concluído jogaram dois jogos e muito papo fora!

Primeiro, começaram com um Stone Age, velho da galera, sem maiores detalhes (nessa hora mesa de CoC tava pegada!).

Arruma os trabalhadores Solon!

Pega ourinho, pega madeirinha... humm... sei não esses dois.

Resultado sempre esdrúxulo do jogo em dois no Stone Age.
Depois, os dois foram para uma partida de Glen More, registrada abaixo. Aparentemente o Mateus vendeu esse jogo também... mas não sei mais detalhes sobre isso. CoC tava tenso!

O velho já tava com sono... :P

Foi isso na quinta.

No sábado, dia 23, tivemos uma joga no horário da manhã. Apareceram na casa do Mateus, o próprio, obviamente, eu, o Marcos, o Gaudério, Solon e Patrick.

Nos dividimos em duas mesas, a primeira, Vitto, Mateus e Marcos, encararam um Agricola. Bom, jogo, também conhecido de todos, mas primeira partida que eu jogava. Demorei para pegar no tranco, e o Marcos me sacaneou deliberadamente (mas teve troco no final), então fiquei por último, quase passando fome. Mateus  venceu frouxo a partida. Pelas minhas cartas, senti que o draft que comentam deve ser feito, para aproveitar melhor, pois podem sair combos ou não na sua mão, o que desequelibra o jogo. Mas tenho que testar antes para ter certeza.

No final o Dudu apareceu para posar para foto!
Resultado acachapante para o Mateus!
Patrick apresentou um novo jogo para Solon e Gaudério, o League of Six. Um euro de temática também medieval, muito bem elogiado pelo participantes da mesa, vencido pelo Patrick. Comentem aí mais sobre o jogo.


Solon querendo roubar até na foto final!
Esse é o placar oficial! Solon em último!
Bom, essas foram as jogas que registrei! Domingo aparentemente teve uma joga mais longa, mas não fui, então é aguardar o post para sabermos como foi.

Até a próxima!

domingo, 17 de março de 2013

Deu a Lógica, by Mateus

Mais uma semana de jogas, alguns na correria da vida e outros com a enxaqueca pós partidas de futebol, não possibilitaram casa cheia na quinta-feira. Mas foi quase cheia, 6 players e 2 mesas. A tradicional mesa mais hard foi com Clash of Cultures, a mais euro foi com Strasbourg. No CoC, Vitto, Marcos e João Pedro mediram forças em uma partida tensa, porém bem divertida. Reviravoltas a todo momento, cavalo paraguaio, gente se fazendo de morta, e quem riu por último foi o mais chorão, Vitto contou com a sorte e acabou a partida no meio da sexta rodada.

Marcos até começou bem, mas pra variar a coisa degringolou e acabou com míseros 15 pontos
Já Patrick, Mateus e Solon encararam os leilões de Strasbourg. Leilão meio maluco, onde você tem cartas limitadas de lance, mas em cada rodada você escolhe quantas cartas vai usar, nessa partida jurei que o velhinho Solon iria se gastar de cara, mas segurou a onda e administrou, mas no final quem se deu melhor foi o Mateus que conseguiu completar seus objetivos e pontuar mais que todos, Patrick quis abraçar o mundo e acabou concluindo só 1 objetivo.

Já no sábado voltamos com a joga esdrúxula, começando as 9h da manhã, entre Vitto, Solon, Gaudério, Marcos e Mateus, jogamos uma partida de Last Will e 7 Wonders. E no Last Will tudo voltou ao seu devido lugar, Mateus quebrou na 6° rodada em uma partida com 100 dinheiros para gastar. Vitto bem que tentou mas não conseguiu impedir que Mateus voltasse a hegemonia.


acordou disposto a gastar...
Vitto tentando se dar bem, mas foi pego no pulo do gato, não é bem assim enganar o velhinho
Boa joga e abraços!

terça-feira, 12 de março de 2013

Joga só monster... by Bira

Então mais uma vez em Viamão o povo se reuniu afim de jogar...e não é que deu pé quente quem foi...só jogão...

A joga começou cedo com o Gaudério e o Patrick chegando com força para encarar um Bora-Bora...o game já tinha feito sua estréia no grupo, mas tanto o Gaudério como eu não tínhamos visto o jogo na mesa...

Primeira impressão é de susto, é muita coisa, muita iconografia...mas com a explicação do master Patrick tudo ficou fácil...e os ícones na real mais ajudam que atrapalham...


O jogo é um dice placement, com cartas combando, Feld mais um vez genial com o jogo que é muito bom e tem muita interação, o quebra cabeça consiste em cumprir missões, cuidar da grana, da população e rechear o mapa de aldeias...um belo jogo pra cabeça e bem safado no quesito foder o oponente...


Isso aconteceu demais, mas sem stress, como um bom euro que se prese...



Dali passadas 2 horas no jogo partimos para um Ascension...que entrei com os dois pés atrás pelo tema, quantidade de texto nas cartas...card game...tudo para eu não curtir o jogo...e realmente não é o meu feitio, aprecio ainda na categoria deck building o Dominion (sem ser fã), mas o jogo é divertido, tanto que depois dessa learn session interrompida pela chegada do Jessé e do Lock, fizemos mais 2 partidinhas na madruga Bira x Patrick e foi bem bacana



Com 5 cabeças, sendo 3 delas belicosas nada melhor que um Mare Nostrum...o Patrick não conhecia o jogo e achei que seria um bom game para por na mesa...

Lá fomos nó para os bons e estressando Wargames...

O jogo foi suado, primeiro pelo calor que fazia e segundo pela porradaria solta...



Logo de cara o Patrick (Romanos) fez uma jogada muito foda...e após uma trégua com o Gauderio (Gregos), atravessou o mediterrâneo e invadiu Cartago (Lock) foi uma jogada ousada e daria a vitória ao romano, não sem antes um revés da aliança Grego Romana...Jessé feliz por aparecer na foto...hehehe


O calor aumentou no dia e no jogo os animos ficaram ferrenhos, mas o legal é que foi só na mesa de jogo...fui (Egipcianos) em resgate ao Lock, caso contrário o Patrick venceria o game...mas descuidei da retaguarda e fui atacado cruelmente pelos babilônios (Jesse)


O jogo se desenhava para seu final eu já tinha 3 heróis/wonders e o Patrick também tinha seus três troféus...
Mas no apagar das luzes, no lusco-fusco do entardecer, Jessé com seus babilônios venceu construindo a Pirâmide...em mais uma vitória dos roxos (a Babilônia é muito forte nesse game)


Era hora do Gaudério partir e nós com a frustração da joga de twilight Imperium fomos para um similar; Eclipse...

Mesa montada jogo rolando...


Pancadaria solta...fui na minha estratégia, montar naves rápido, com tecs boas o suficiente para vencer as Ancients, pegar pontos cedo e me isolar do resto do mundo, pontuando sempre nos 2 pontos de discovery, sem abandonar planetas que dão pontos e pesquisando em uma carreira até o 5 e no máximo mais uma pelo 2 e 3...e venci outra vez...


Confesso que assim o jogo fica muito chato, mas é um combo vencedor e meio formulísitco sei não se o Eclipse é O JOGO ASSIM...2 vez mesma estratégia, pouca diversão e vitória...


Observem essa luta pelo centro...3 cores (eu branco de fora só na manha) pauleira pura...essa batalha foi muito engraçada...os caras com naves que só erravam no 2 e 1 do dado...

Vide resultados dos dados





3 rolagens com 5 dados...só 1 deu hit...foda... resultado a Ancient matou toda aquela macacada...huahuahuau
E eu ali só rindo...


Na segunda batalha do centro eu fui só pra dar risada...e não perder a festa...



O jogo é longe de ser ruim, mas acho que não é tão guerra assim...ficando meio uma corrida contra o tmepo nas primeiras fights...

Pra fechar um RailRoad Tycoon...que é um baita jogo por todas as faces...bom, grande e fodástico...


Vitória do Lock...que é o mais euro dos wargamers que conheço...100% no RT tem de enfrentar o Gaudério nesse jogo...

Baita joga, só jogão e boa parceria...
Até a próxima
Braços

quarta-feira, 6 de março de 2013

É fome de Tabuleiro! by Mateus

Esse semana não pretendia fazer joga na terça-feira, mas a fome da galera ta incontrolável. Foram me persuadindo e quando fui me dar conta estava as 3h da madruga de uma quarta-feira, jogando tabuleiro com os mais viciados da porra. A joga começou atrasada, pois como disse no post anterior, Porto Alegre enlouqueceu, o trânsito está um caos e não quero nem imaginar um dia de chuva.

Patrick foi convocando a galera e no final estávamos em 5, Luciano, Solon, Mateus, Riffel e Patrick. A joga foi Euro pura, começamos com um Cuba, e jogar com o Patrick é ter a certeza de estar jogando certo, o oposto de jogar com o Bira, onde sempre se joga algo errado. Pela primeira vez joguei com as regras certas e entendi o porque de dizerem como a estratégia da água é forte.


Apesar dessa informação quem ganhou foi o Mateus sem fazer nenhum tipo de estratégia da água, mas sim produzindo e exportando... o jogo é muito bom e a fase do parlamento acrescenta elementos estratégicos interessantes. A partida foi disputada até o fim, no último Mateus deu um sprint embarcando 3 mercadorias e ganhando 9 pontos, e passando o Riffel que fazia uma boa partida.

Com o Solon precisando ir pra casa, o pessoal continuava empolgado para jogar mais uma partida... e a caixa da vez foi o, recém lançado, Bora Bora, do Stefan Feld.


O jogo é uma maquininha de fazer pontos, típico jogo euro onde você faz uma estratégia, com múltiplos caminhos de pontuação. Stefan Feld é craque nesse tipo de jogo, e agrega alguns fatores aleatórios, e recorre a dados para isso. Os vários caminhos de pontuação tem uma interação satisfatória e a partida foi novamente bem emocionante. Jogo de qualidade e para quem curte euros considero um típico jogo euro, com selo Feld de qualidade, bonito e primeiramente assusta pela grande quantidade de informações, mas em 2 rodadas já está com o jogo dominado.

Vencedor no meio, segundo colocado e lanterninha na foto, advinha quem ficou  em último?
3h da madruga de quarta, essa gente não trabalha?!?! o que importa é que essa semana ainda tem mais =)