sexta-feira, 27 de julho de 2012

Idade Média na Mesa, by Mateus

Aproveitando as férias do nosso amigo Gaudério, nos reunimos para jogar um excelente jogo, Troyes. Como as regras estavam claras na cabeça do Solon, que havia jogado na terça, ficou fácil elucidar como o jogo se desenvolvia. Troyes utiliza dados para realizar as ações, existem 3 cores de dados, cada um representa um poder (militar, governo e religião) e cada um tem particularidades de como são utilizados. Cada jogador escolhe em um worker placement os dados que irão jogar e no decorrer do jogo pode aumentar o número de dados que joga ou até mesmo diminuir em função de escolhas dos adversários ou cartas de eventos. Mas o que deixa bem estratégico o jogo é o fato de você poder comprar dados dos adversários ou até mesmo do governo para realizar ações e consequentemente conquistar pontos. É um euro que envolve dados, mas a sorte não prepondera no game. O jogo foi muito bem "costurado", tudo se encaixa muito bem e se vê vários fatores como dedução, oportunismo e administração para o sucesso em uma partida de Troyes.

2 membros singulares, Marlova Miss GamersPoA e
Solon nosso velhinho bom de tabuleiro

Na partida entre Mateus, Solon, Gaudério e sua esposa Marlova a disputa garantiu o exercício dos neurônios da galera. Sendo um jogo com várias possibilidades, mas não complicado, o jogador perde um tempo analisando a melhor jogada, o ideal é já ir pensando na sua decisão, o ruim é quando fazem a sua jogada antes ou te "roubam" aquele dado crucial para sua estratégia. As cartas de evento começaram atrapalhando os jogadores, com vários dados de inimigos e retirando todo turno pontos de influência de todos. Logo depois o governo entrou em campo e implantou o socialismo na idade média, ficou com 7 dados e prejudicou muita gente q teve que comprar dados para poder jogar.

o jogo achou a galera incompetente e sacou todos os dados do pessoal

Mateus tirou vantagem de deduzir algumas jogadas dos adversários e chegou a 43 pontos e faturou o primeiro lugar. Solon, que conquistou 38 pontos, começou bem e escondeu seu objetivo secreto até o final, só não conseguiu esconder do Gaudério que apesar de descobrir todos os objetivos secretos dos adversários ficou em último com 30 pontos, atrás da nossa grande amiga, que garante aqueles quitutes maravilhosos no intervalo da jogatina, Marlova com 32 pontos não curtiu muito o jogo e fica nossa promessa de na próxima joga garantir a diversão dela. E sábado promete, Village na mesa e quem sabe alguns jogos mais pesados para acirrar os ânimos dos amigos.

6 comentários:

keymaker disse...

Esse jogo eu já tenho a uns 3 meses e ainda está lacrado, tenho muita vontade de jogá-lo.

Estamos em uma campanha de jogar os que nunca foram pra mesa ou que estão parados a muito tempo, são vários.

Logo chega o dia dele.

Kony disse...

Aqui acontece algo parecido, o problema é que o Solon compra jogos toda semana, ai a fila vai só aumentando. Quanto ao Troyes o jogo é muito bom, para jogadores mais experientes é uma ótima pedida.

Plano Dentista Consultoria disse...

POr essas e outras parei de comprar jogos e aliás estou me desfazendo de jogos...

Jogo pra pegar pó e mofo é um dó...

Troyes é sem dúvida jogão que agrada a euros light e hardcores...

Wagner disse...

Troyes está em segundo na minha lista de desejos... Minha próxima compra será Ora Et Labora, e em seguida será Troyes...
Poxa!!! Vocês só tem jogos bons!!!
Desse jeito, vou me mudar para Porto Alegre!!! He he he

Kony disse...

Será bem vindo Wagner, e jogamos Village, eu não joguei, mas me pareceu muito bom...

marlovaschneider disse...

Este eu não curti.... pensar em estratégias do que talvez os outros vão fazer com os dados eu acho chato..são muitas probabilidades..prefiro outro tipo de jogo mas valeu pra conhecer!