sábado, 23 de abril de 2011

A história na sua mesa para ser mudada...

Pra quem gosta de história e lógico de jogos de tabuleiro, a joga de quinta foi um prato cheio...

Começamos a reunião às 15:00horas com as presenças do hard gamers:
1-Mak
2-Loch
3-Lebon
4-Thales
5-Bira

O primeiro jogo escolhido foi o Swor of Rome (Espadas de Roma) que retrata a formação do Império Romano. Momento complicado onde na Itália  região coexistiam além dos Romanos, os Gregos, Cartagineses, Gauleses, Transalpinos, Volsci, Etruscos e Samnitas, além de diversas tribos não menos valentes e guerreiras...


Usamos a expansão devido a presença do 5 jogador, nela os Carthagineses, que no jogo base são movidos por todos dessa vez são de um dos jogadores. A divisão ficou:
1-Mak: Romanos
2-Lebon: Cartago
3-Loch: Etruscos e Samnitas
4- Bira: Gregos
5- Thales: Gálicos
6-Volsci, Transalpinos e outras tribos: TODOS

O jogo retrata de forma muito fiel a situação política e militar da época, é um card-driven game (jogo regido por cartas), point-to-point movement (movimento feito de ponto-região a região), com rolagem de dados (combates, teste de dificuldades - atrito) e forças assimétricas (cada jogador/tropa, tem suas vantagens, limitações, desvantagens e estratégias diferentes), o que nesse jogo fica bem claro, pois cada nação tem seu deck de cartas, forma de pontuar, região, quantidade de tropas, força de exército e general e habilidades diferentes.


O jogo é de alta complexidade, mas nada que impeça sua jogabilidade, porém penso que 3-4 partidas são necessárias para que o game flua mais naturalmente...temos muitos detalhes e rodapés de páginas para lmebrar além de algumas regras (bem importantes) muito complexas e pouco intuitivas... O jogo é longo e tenso, vc está sempre no centro da ação seja sendo o jogador ativo ou esperando alianças (oficializadas em uma tabela e com chance restrita de quebra), sendo esperando um ataque...

A seriedade do jogo fica clara pela tensão desse momento abaixo; enquanto o Lebon lê as regras o povo cabisbaixo e taciturno, pensa no que fazer e como fazer... de fora meu sogro perguntou vcs estão se divertidno, tá todo mundo tão calado e sério (em alguns momentos), sim e possível se diverti num momento de reflexão...mas obivamente muito xingamento, risada, pressão psicológica e fanfarronice...



O jogo em si se desenvolveu bem, embora lentamente e com consulta de regras, o clima foi tri...pegado, cheio de embates e com uma alteração histórica...no jogo os Romanos não conseguiram manter suas posições e apesar de sua grande capacidade de criar cidades e pontos de recrutamento acabou sendo fustigado pelos Etruscos, Samnitas, Volsci, Gauleses; além de pressionado pelos Gregos e Cartagineses...eram muitos contra ele.. 
O grego e sua dificuldade de recrutar/manter bons generais e muitas rolagens chinelo também levou muita pancada do Cartagines, que com sua capacidade de navegação quase eliminou o Grego, mas por outro lado só não venceu pela oposição Grega... 
A grande noite ficou por conta dos Etruscos/Samnitas que bravamente e sozinhos venceram o exército Romano, além de ter que suportar pressão Galica e com uma nação fraca e secccionada conseguiu honroso segudno lugar...
Mas todas as palmas ficam aos Gálicos que com sua forma de vencer não militarmente e sim por meio de saques conseguiu lenta e irreverssívelmente alcançar a vitória e quando todos viram já estava acabado...GRAAAAANDE Thales...
Abaixo o resultado final...Cartago com a Sicília, Corsica e a Africa; Grecos com o sul da bota, Gauleses com todo o norte, ao centro Etruscos e Samnitas e uma cidade somente na posse dos romanos....sem dúvida pelo mapa a possição Samnita/Etrusca é vencedora, mas pelas regras do jogo Gálicos na cabeça...


O jogo ainda deve muito...espero uma nova chance do game para poder dizer se rola bem ou mal...


Com a ida do Mak...após boa pizza, partimos para o tradicional Successors...

Aqui temos outro momento da história do mundo...Alexandre o Grande morto e a briga de seus generais pela successão no império deixado pelo mesmo, como? ou militarmente pela força conquistando e lutando, ou por legitimidade, protegendo os herdeiros, pessoas influentes, evitando o combate e buscando enterrar o corpo do semiDeus em Pella na Grécia...

O jogo já é uma tradição das jogas Hard...e fluiu bem...mas ainda encontramos erros de regras que serão corrigidos no próximo game!!!

A posição inicial foi a mostrada abaixo na foto: os azuis (Bira), pretos (Thales), Vermelhos (Lebon) e Azuis (Loch).
Na foto já é segundo turno e meu General desceu ao sul onde levou umas porradas do preto e seus Elefantes...


O jogo rolou de cá pra lá e de lá pra cá...com todos tendo (menos eu azul) chances de vencer (ficando a 1 ponto de vencer pela força)

Temos abaixo os movimentos mais adiantados onde Lebon vindo da Grécia tomou toda região do atual Líbano e com um acordo comigo (azul) mantivemos nossa posição até a traição dos vermelhos que fugindo da Turquia em guerra com Loch (amarelo) e Thales (preto) tomou a Cilicia... Nas cartas tive a possibilidade de receber o general Seleucus que "roubou" o corpo de Alexandre...

As batalhas se sucederam, mas a diversão foi a tônica do game...


Pode-se ver que com 3 generais que juntei fica muito dificil a defesa por parte dos oponentes se não houver uma aliança forte e fiel...
Com minhas tres tropas crescendo rapidamente tentei dar uma corrida e enterrar o corpo de Alexandre em Pella o que não foi possível pelo avançado do tempo, acabei entao fazendo as honrarias na Turquia mesmo e voltando meu exército atrás do Lebon na Ásia

Abaixo a imagem do ocorrido ao longo do jogo... os * são os locais onde ocorreram os combates mais importantes ocorreram,  o Lebon foi eliminado do jogo após e traição maldita...e o Thales após total eliminação ressurgiu e quase venceu a partida...




O Loch sozinho na Turquia esteve perto da vitória, mas acabou perdendo uma batalha capital devido a baixas rolagens de seus imortais elefantes...

 

Por fim a vitória ficou comigo em um jogo emocionante todos estiveram com a vitória a 1 ponto...
Bela joga...sem stress e com boa pizza, café, jogos e diversão..
Até a próxima

Braços...

2 comentários:

Anônimo disse...

Fala povo, o Makrakis teve aqui no trabalho e me passou o site, o qual tenho lido com frequencia. Mas ao ler o relato da partida de Sword of Rome tive que dar um oi para todos.

Um abraço

Mauricio Knevitz

GamersPoA - Ubiratã Oliveira disse...

Grande Knevitz...
Pra quem não conheçe o Knevitz é das antigas era parceiro frequente, mas nunca foi dos mais fãs dos Boardgames e sim do RPG...
No Sword of Rome o cabra era imbatível...
Ô negão vê se um dia larga essa doideira dos RPG e Games Online e pinta numa joga!!!
Braços amigão...
Outro sumido que encontrei dia desses na rua foi o Jason...Diz que lê o blog...vê se um dia esse povo se apresenta pelas nossas mesas da vida!!!!